domingo, janeiro 29, 2006

E de recheio mortadela. Meu primo é uma mortadela.

Acrescente dois kilos chumbados de euforia. Pudim. Leve ao fogo do inferno verde e conceda ao capeta a cortesia de passar um pano. Limpeza. Degustar depois de pronto com Gin. O inválido Acácio ganhou costeletas ruivas ainda bebê. E ele não é emo.

terça-feira, janeiro 24, 2006

Ônibus capota e trucida dezoito astronautas virgens

Os ciclistas mergulhavam em direção à lua de catuaba, o acidente foi causado devido ao excesso de meteoritos indesejáveis na avenida visconde do rio claro. Permanecem caladas as vítimas. Assistem Anos Incríveis e se identificam com Wayne. Enfermos. Putos. Desiludidos. É Jaspion, que saudade velho guerreiro.

segunda-feira, janeiro 23, 2006

Picolé Party

Festa do picolé, colorindo o seu verão. São diversos sabores, vitamina C inclusa, preços modestos, horário de verão. A guria exagerou na dose, eram todos de tangerina, figuram agora enormes gorduras salientes em seu extenso loló. Monique, verruga caramelo no queixo peludo, prefere se refrescar com o de limão. Lílian chupa o de azeitona com vivacidade, ela é manicure aposentada. O dono do estabelecimento róe as unhas toda vez que se depara com Lulu. Ela entra toda fogosa, trazendo bisnagas fresquinhas na sacola. Sempre compra o de uva. O seu novo amante já enjoou do de tangerina light.

domingo, janeiro 22, 2006

Dentes

Degustava codornas, voraz, voraz, voava o sal nos ovos, muitas codornas nos dentes em fúria. Dúzias delas para encarar Rosana, o bebê de 200 kilos trajando sutiã atômico.

Esta pariu Inácio Cascola, a salvação do rock eslavo sem instrumentos.

sexta-feira, janeiro 13, 2006

Traduzindo Louco Jones

Também encontramos os que consideram Louco Jones um cínico. Não é por aí macacada. É velho, estúpido e conservador, convenhamos porém: foi uma lenda no submundo do rock carniça.

As performances incendiárias do passado, os precisos backing vocals com o The Drummonds; relevantes foram suas ações no cenário capixaba dos acordes náufragos.

Complexo é pensar que o filho da puta se apaixonou por um tapete chileno.

quinta-feira, janeiro 12, 2006

Tocante por demais

Sim, eu vejo a febre deste demônio. Reginaldo, animal de teta , dispara tétano ao som da rua do estrume. Um enviado do capeta à procura de big tits e rock 25 centavos.

E não é que o rapaz um dia se casou? Agasalhou-se com Janice, linda índia do rego abençoado. Na boa? Trata-se duma porpeta king size.

Sem grilo , Reginaldo já provou um cadáver em mau estado, sexta passada.

terça-feira, janeiro 10, 2006

Do título fujão

Afaste Gumercindo de todo e qualquer mau elemento. Retire este pobre diabo do círculo habitado por junkies paquidermes. Essas pessoas não querem o bem de Gumercindo. Não passam de aproveitadores, interesseiros, bastardos famintos em busca de fatias de crack.

- Gumercindo, é a aula ou o saquinho com psicotrópicos que você quer?

- A aula mamãe, lá posso bolinar a Marcinha.

- Gumercindo, você parou com a mescalina?

- Sim mamãe, aderi às mamas da Marcinha.

- Gumercindo, vá toma no cu!

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Beringelas

Tentei escrever algo sobre beringelas ontem. Acabei por não produzir nada, tampouco ouvi o canto dos pássaros hoje pela manhã. Asseguro-lhes que passo longe de ser rapaz caduco . O certo é que beringelas, as beringelas não fazem falta, simplesmente não fazem.

Também não quero saber das beringelas que não sejam saudáveis, suculentas; beringelas prazeirosas ao meu sensato organismo.

Gostaria de provar das vistosas beringelas de água parada?

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...