Pular para o conteúdo principal

isso aqui não é a porra do jornal cidade



cheguei. peço um conhaque. matei. aqui já paguei dose com poesia. grande merda.


saio andando por aí. a dose me custou caro: dô merréis. mudo meu trajeto. não quero trocar palavra com nenhum conhecido. nenhum otário.

próxima parada: ponto chic. fechado. há novas putinhas sujas na praça. do centrão. uma tem o short minúsculo. branco. socado bem no rego. sigo. placas: Miro Calçados Armênia Fratine Blue City Papelaria.

dois a zero pra venezuela. é o fim. quem diz é o porteiro. do estacionamento Alvorada. o fim é ter o Dunga como treinador.arraiá de preços baixos Cantilar. rua 1. antiga estação ferroviária.

mudo o trajeto. devo 3,50 no parada obrigatória. se foda.

aos amantes da arte proibida cuidado com a bala perdida. pichado no muro. faz uma cara. na rua 1. e apagaram. sigo. parece que há um bar aberto no fim do túnel.

bar amarelo. de esquina. logo vermelho, CERVEJA CRISTAL. tombo a segunda. falta pouco pra chegar. no sujos.

ultrapasso um cego de triste bengala ocupando a mão direita. loja nossa senhora do rosário. "deus seja louvado". cães se desesperam dentro das pequenas casas da vizinhança. idiotas recém saídos de uma rep disputam corrida. de moletom.

sujos. que decepção. nada. ninguém. o chapeiro negão, boné vermelho embrulhando o x-tudão.

procuro uma mesa isolada. no canto. começo a ler. ginsberg. mando brasa. o copo é de plástico. claro, conhaque. há pessoas bebendo cerva. no balcão. o bar logo fechará.

ela diz que sonhou comigo. pergunto se foi pesadelo. ela confirma. ela vai embora. uma ex.

encontro o binho. truta do cursinho. em 2005. e também encontro mais um parceiro aí. esqueci seu nome. discutimos alguma idéia louca, não lembro. derrubo um montão de conhaque.

engradado amarelo de cerva entra no sujos. com ele duas pessoas. o binho pergunta: onde é a festa?

agora fico em pé na sala. na festa. lendo alto isso. permaneço na embriaguez.

Comentários

  1. Me diz: você escreve isso de ressaca?

    Merece umas medalhas.

    ResponderExcluir
  2. durante e dispois. e depois é meio dose, mas às vezes sai. somos todos filhos bastardos da ressaca monstro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CONVERSANDO COM LÚCIFER

Só ontem fiquei sabendo da tragédia. A alma grandalhona de Barra-Forte voltava da academia Apolo e BLUM! conheceu a fúria do Passat 87 cinza, cinza como a indiferença dos deuses. Igor Bilu tinha todo o rosto ralado, eram as barbas de sangue e asfalto vencendo sua estupenda força. Estava derrotado. O autor do atropelamento aproximou-se, pálido: - Amigo...quer ajuda? Desculpe, te levo no hospital...Não tive culpa, você que não viu o pare. Curiosos se amontoavam pela esquina da avenida 29 com a rua 4. Luciano do Valle disse-me ter visto o zumzumzum, ambulância, helicópteros, curiosos amontoados pela esquina. No entanto, nem sequer reduziu a marcha da S-10, seguiu para o Bar da Montanha, em Limeira. Desaprovo isso, Luciano. Na hora que precisastes do pobre lutador para montar a série de televisão na Gazeta, a já extinta "Combates Seminais", encheu-o de elogios, incentivos, mimos confessos, potes de creatina. Cretino (não tive como conter essa, leitor). Igor Bilu nem deve ter compl…
E eu perguntei pro Casão:
- Mas você tá a velocidade do raciocínio tá igual a do Peter Tosh pra fazer taboada?

voadores

Por favor, gentileza: mais uma dose dessa languidez. Mais uma dose lânguida e precisa, em camadas de vento tão leves, breves. Esparramado aqui dentro da mente, esparramado e mais uma dose dessa languidez que vizinha da volúpia ataca, passado presente futuro, céu vermelho, céu de sangue, mas não há resquícios de salvação, redenção e essa sintaxe toda.
Os lânguidos estão trêmulos, uma coisa inútil, tão verdadeira e dilacerada. Crescem, tomando entre as esquinas dos esquecidos seus porres melancólicos. Então, o quarto escuro, o corpo deitado.  A mente exige o holofote em off,  o botão mute, mas não haveria porra nenhuma.  Como cegos e inconsequentes gestos malcriados, languidez e perturbação começaram a disputar o bingo da desgraça, instantes desnecessários erguiam-se trágicos. Pensar era difícil.  Dentro de alguma cozinha alguém provocaria uma desastrosa cena de ovo e pele queimada na altura da barriga, mas o fogão é apenas alguém que vai ficar parado quando você morrer.  Estouros entre …