segunda-feira, agosto 31, 2009

BACANA NEWS - versão Master System

Essa é quente: Kevin é ou não é o papai? De acordo com o Jornal Cidade, o astro de Esqueceram de Mim teria doado porra para ajudar o dançarino Miguel Jordão a não ser esquecido e a aumentar sua família - ao lado ainda da contribuição de uma mãe de aluguel, Marmita Jones, que não quis gravar entrevista.

***
Quem aí curte uma VITAMINA C? A Ypioca estuda lançar no mercado uma cachaça com um tiquinho de vitamina C. Explico:pra galera não ficar com escorbuto, trombose e unha encravada, vai rolar uma pinguinha com uma porção de vitamina C no pacote. Aí sim: gengivas, dentes, ossos, vai rolar um colágeno, um escudo chapado. O Serjão, lá do BAR DO PRIMÃO, de Pira, é, o Serjão diz que vai colocar na roda a novidade assim que chegar o caminhão contendo a nova bagaça: "Já fui marinheiro e o pessoal não sabia pronunciar "cítrico". É foda". (Essa notícia quis ser cortada pelo pessoal mais radical do Bacana News alegando que o estagiário que disse que Vitamina C ajuda a clarear manchas na pele é um puta dum fresco, meu)

***
Engraçadinho

Não foi nada engraçadinho o tiroteiro de ontem no Cervezão. A circulação de bumbas tomou um bloqueio. Iééé. Como aqui na redação ninguém entende porque um imbecil escreve "trocar tiros" como quem "troca balinhas e figurinhas" o esquema é dizer que houve uma paralisação geral, no corpo de duas mulheres, grávidas de pais ignorantes. Nem precisaram ficar em estado grave, esse é o lance.

***
Belchior está no Uruguai. A prova do ENEM acontece nos dias 3 e 4.

***
E o Bacana News aposta todas as suas fichas no Elevador Branco, acesse: http://elevadorbranco.blogspot.com. Aopa.


sexta-feira, agosto 28, 2009

PARA OUVIR LENDO CATHOLIC GIRLS

Juli fumou um baseado durante o banho, e, sem perceber, permaneceu sete oito ou nove horas e meia preso no banheiro. Depois foi escrever sua coluna pra Mad do Paraguai. Ilustrou três novas estampas para a Cantilar! na seqüência, pensou em socar uma bronha mas achou tudo isso uma bosta, e decidiu rezar.

“Querido PAPAI DEUS”. (pigarros, silêncio) “DEUS, QUERO SER RICO E BONITO”. (...) Estamos agora dentro do sonho de Juli Valdéz. Opa, um par de tetas flamejante carregando uma frota de pão pullman a tiracolo. Opa, Juli está no banheiro, não quer se enxugar, mas a água um dia secará.

a esplêndida e grã-fina esfiha antiga do Niazi

Houve um tempo em que a esfiha de carne do Niazi era boa - não sei o que mudaram no recheio ou quem sabe nem nada mudou, era outra esfiha, apenas. Talvez mais humilde, menos severa com a indústria fast fuck. Era, por exemplo, o caso de fazer uma pescaria com os amigos mais palas e levar Kaiser e diversas esfihas. É lógico que no rancho haveriam novas esfihas. Isso devia ser bom, diz o jovem na puberdade, não sabendo o que é pamonha ou avestruz e rindo sem memória, a serenidade não compõe nenhum degrau nessa humilhada obscuridade. ACORDA SERINGUÉU!

quinta-feira, agosto 27, 2009

BACANA NEWS - ESPECIAL EGBERTO


Egberto tem um filhinho. Que gracinha. Ele engasgou com a papinha da Nestlé. Que horror! Jesus... Nossa, que susto! Os legumes não estavam molinhos, e foi aquele corre-corre!!!

***
Borbulho. É. Não é muito fácil não! Mas o esguicho estourou, igual as duas varizes da mamãe. Cruzes. Não foi água barrenta, graças a Deus. E olha que o esguicho era bem pequeno. Acontece. Assim como as lâmpadas, eles ficam meio desregulados, às vezes.

***
Atualmente, os lápis são compostos numa simbiose elegante entre grafite e argila. Já a lapiseira mais cara do mundo, ah, essa custa umas vinte e cinco pretas, e se vier do Paraguaia, avisa a Tininha.

***
Ih! Papel higiênico ou papel toalha? Depende. Se for de baixa qualidade, melhor limpar o rabo da sua avó com um perfumado, não é? Boa tarde.

BACANA NEWS



Você sabia que os GORDOS tem o cérebro 16 anos mais velho do que as pessoas normais? O camarada obeso tem 8% menos de tecido cerebral que o correto, que o usual, que o professor universitário saudável. Que treta. De pau mole pra sempre, Os Gordos vão se foder nessa, porque o Alzheimer sente o cheiro mais rápido pra entrar na dança e ataca os porpetas e porpetas sem dó, ãn?? Além dessa demência e outras, rola um câncer com mais facilidade também. Comprem um balança agora na CANTILAR, que tal? Porque mais de 300 milhões de humanos estão nesse rolê do cérebro zuado, uma puta equipe de peso.


***
Os professores das escolas públicas de Santa Gertrudes vão ganhar um reajuste massa. É sério. A faixa salarial passa a ser 4 pilas por 40 horas semanais. Tá valendo.

***
Responda rápido: qual a droga mais vendida no México? Cocaína e maconha. Lá vai outra: o Méxicão supera a Colômbia no corre? Não sei. Mas o fumo que os americanóides queimam é em sua maior parte fita dos mexicanos.

***

Mas por onde será que anda o Fabio Ochoa? Nem o Milton Neves sabe. Quem é Fabio Ochoa? É um trafica que fez a cabeça da galera nos anos 90. O colombiano fazia a preza e largava farofa na mão dos gringos trinta toneladas por mês. E em 93 morria o Pablito Escobar, e o Brandon Lee, durante as filmagens de O CORNO.

***
Modelos de verduras? "O preço do alface está exorbitante" anunciou um guarda-mirim mongolóide ontem em frente ao Frolini. É claro que ele não usou exorbitante. Disse alguma coisa sobre a fila no caixa. Mas voltando ao alface: não tirem o coração do alface hein, fiquem espertos, filhos da puta do varejo e atacado. Comprem alface promocional, mas com coração. Não vale aliciar, diz a Tininha. Alface estragado é pior que alface no meio dos dentes.

***
E pra fechar o Bacana News de hoje, a dica é da Tininha: colocar pílula anticoncepcional no xampu faz crescer mais rápido a cabeleira. Feito. Boa noite.



terça-feira, agosto 25, 2009

CUIDADO COM O VÍRUS!


Veja a lista dos 15 nomes mais perigosos das buscas na rede conhecida como internet:

1 - Topper

2 - Padre Celso

3 - Richard Clayderman

4 - Petróleo

5 - Guitar Hero for Atari

6 - Gisele Bündchen

7 - Pedro de Lara

8 - Luther Blisset

9 - Bill Murray em apuros

10 - Angela Ro Rô live

11 - Juca Chaves

12 - Ryu

13 - Mussum

14 - Pandas de Pelúcia

15 - Sandro Hiroshi

segunda-feira, agosto 24, 2009

FESTIVAL DE GÊMEOS


É uma pena que não rolou em Quito. Ou em Caracas. Poderia ter sido em Piracicaba. Foi uma festa e tanto. Um festival, corrige a Tininha. Eventão. Europa é foda. Festival de gêmeos, trigêmeos e quadrigêmeos. Ivan Lins cuidou da música. Onde foi isso? - grita a Helen que perdeu o bebê ontem, na garupa da CG. Na França. Aopa. Agora um pouco de Nelson Rodrigues, macacada: Em que pese a dessemelhança de idioma e paisagem, nada mais parecido com um idiota do que outro idiota. Todos são gêmeos, estejam uns aqui, outros em Cingapura.

sábado, agosto 22, 2009


Descobriram o vírus que faz da AIDS uma pipoca bicheira. É um amendoinzinho, de cor, mendorato. Como assim? Abolir a lógica anunciando é fácil. E viver lendo umbigos, que tal? É uma boa né, palavra cruzada de intelectual é decepar o ludismo de trouxas brochas "pilhados de hemorróidas aniversariadas". Por isso, aqui vai o tributo, aprendam a escrever, bonecas:

"Despedida

E no meio dessa confusão alguém partiu sem se despedir; foi triste. Se houvesse uma despedida talvez fosse mais triste, talvez tenha sido melhor assim, uma separação como às vezes acontece em um baile de carnaval — uma pessoa se perda da outra, procura-a por um instante e depois adere a qualquer cordão. É melhor para os amantes pensar que a última vez que se encontraram se amaram muito — depois apenas aconteceu que não se encontraram mais. Eles não se despediram, a vida é que os despediu, cada um para seu lado — sem glória nem humilhação.

Creio que será permitido guardar uma leve tristeza, e também uma lembrança boa; que não será proibido confessar que às vezes se tem saudades; nem será odioso dizer que a separação ao mesmo tempo nos traz um inexplicável sentimento de alívio, e de sossego; e um indefinível remorso; e um recôndito despeito.

E que houve momentos perfeitos que passaram, mas não se perderam, porque ficaram em nossa vida; que a lembrança deles nos faz sentir maior a nossa solidão; mas que essa solidão ficou menos infeliz: que importa que uma estrela já esteja morta se ela ainda brilha no fundo de nossa noite e de nosso confuso sonho?

Talvez não mereçamos imaginar que haverá outros verões; se eles vierem, nós os receberemos obedientes como as cigarras e as paineiras — com flores e cantos. O inverno — te lembras — nos maltratou; não havia flores, não havia mar, e fomos sacudidos de um lado para outro como dois bonecos na mão de um titeriteiro inábil.

Ah, talvez valesse a pena dizer que houve um telefonema que não pôde haver; entretanto, é possível que não adiantasse nada. Para que explicações? Esqueçamos as pequenas coisas mortificantes; o silêncio torna tudo menos penoso; lembremos apenas as coisas douradas e digamos apenas a pequena palavra: adeus.

A pequena palavra que se alonga como um canto de cigarra perdido numa tarde de domingo."

DEUS LHE ACOMPANHE, RUBEM
saudade de você.
saudade
saudade, que merda.
te amo

sexta-feira, agosto 21, 2009


E agora o esquema será o Big Bar. Altar. Centrão. Nóis. Antarctica. Rapaziada. Trincando. A idéia. E os nervo. Som não rola lá. Imagina só "Black Flag ao vivão hoje no Big Bar, na faixa, duas Kaiser garantidas". Classe demais. Não rola sonzera no Big. Mas rola idéia. E murro na boca também. Fazer o quê.
depois do cachimbo de crack com a marta.
sem h.
nélson fun is back
umas pepsis em papéis HW em sacolinha
vamos visitar o big bar
e um poço de pinga

preciso de poesia mais antiga que a pura lei tosca da roça?
E o Bad Bad Trip voltou. Até que enfim. A pior banda de punk rock tosco de todos los tempos. Vamos anarquizar o corteto da igreja da Saúde. Piorizar, é, PIORIZAR o Lazinho. (Lazinho, melhor pizzaria do mundo, em breve fotos).
É que acabo de acordar o Barquinhos. O cara é fera. Levanta com a voz de travesseiro em bom humor simpatia pride. Sábadão promete. O Leonardo na Itália? Há otimismo? Técnico do Milan? Que se foda. Todo mundo gosta dele, diz a Tininha. Nunca treinou ninguém. Nem o Tyson. É treta. Fica fráun, diz o PADRE CELSO.
PADRE CELSO que assumiu o posto de mini gerente da PAGOS. É mole? É brincadeira! - preciso ir no lago azul hoje, se pá bebão, devolver e renovar uns livros. Um cara que não engulo é o João Antônio cronista. É muito: "e o povo vai levando a alma suando na garupa da varejeira, não tá fácil pra ninguém, mas malandro escrevendo imitando o pior do samba". Vai se foder, zé ruela. É medíocre valorizar Ferréz por causa dessa bosta ae. Haha, o Inter é favorito na Itália. Chegou o camaronês agora. Vixi. Chegou o Lúcio no Internazionale. O Renato Aragão afagou o ânus do Chico. Anísio. O Tino Marcos deu o bumbum pro Adriano, que está na lista do topo de convocados. Convocaram a mediocridade aqui também. CADÊ O GRAFITE? O cara irá traçar uma nova escrita na parada. CBF é isso. Dunga é isso. Tardelli? Adriano com medo de perder da Argentina? Fez a alegria dos bêbados no bar do picadão naquela final de copa américa. Tá certo. Mas sou mais o Luis Fabiano. Mais presença. Adriano é nome de mina, olha: Adriana.
Tô doidão de uísque. Brincando com minha cadela, a Isabel. Fox Paulistinha é true punk rock 77 na alma. Pula pra dedéu. Até arma na manha um belo escarcéu. Estraga tudo: é a praguinha. Mais uma dose? Lógico.

E cadê o Casão? Logo mais o Zanzibar, que foi doar sangue, vem dar um pulo no Lemão's House. É fera. E o Marcola? E o Barquinhos? Mistério. O Barquinhos carrega o próprio cadáver. Você também, fera. É nóis. É nóis pra caralho.

Acordar bÊbado é sonhar de olho reluzente o melhor blues da paróquia. E neguinho enche, floreia um texto com titica em palavras bonitas. Eta povo buceta. O das letras de merda. É nóis, porra. Cadê o copo? Peraí, vou calibrar outra dose violenta de uísque brazuca.
minha mulher foi cuidar da arte dum filme de zumbi brazuca,
eu tô na flauta
duas bandas
uma rock-pop
outra punk de verdade

e quero morrer congelado na sorveteria Pagos depois de um haikai de 51 com nocaute de três dedos

quarta-feira, agosto 19, 2009

RITINHA ERA O XODÓ DO FABRÍCIO


Ritinha era o xodó do Fabrício. Passavam horas enamorados, no posto Cartilagem. Ela, novinha. Ele, galã, de quermesse. Fabrício se amarrava no som do RPM. Tinha k7 dos caras. Fodido. E assim viviam felizes e dengosos, invejados na pequena cidade de Leonor dos Cães.

Fabrício limpava chaminés. Voltando um dia pra casa, suando em bicas, trouxe um ramalhete de flores e um conjunto de ovos para a dama. Contudo, teve uma surpresa desagradável. Encontrou um bilhete: "não dava mais. adeus. bye que bye-bye-bye." Fabrício entrou em pânico. Abriu o armarinho e encarou um golaço de Velho Barreiro com gengibre. Meditou. Gorfou sete venezuelas de angústia. A lagartixa saíra de pochete, dentro da mais fria escuridão de Leonor dos Cães, buscando outro galã qualquer, que talvez tocasse sax ou teclado.

Olavo escrevia poemas apaixonados para Carmencita. "Éramos Seis", "Bebê a bordo". Carmencita delirava...relia nua no bidê, relia plantando bananeira ao lado do microondas, avançava o desodorante Avanço do marido na vagina de bruço no tapete eunuco da sala e inalava com malícia a grafia de Olavo. Acontece que Olavo afivelou a mochilinha e foi jogar de lateral esquerdo no Grêmio. Grêmio Barueri. E o maridão, pff, pfff - o maridão é AXE agora.

JORGINHO JOGAVA TÊNIS NO CLUBE DE CAMPO DE RIO CLARO



Jogava tênis no Clube de Campo de Rio Claro. O Jorginho. Recebia flores das donzelas que aos sábados frequentavam o Madalena, casa de dança e curtição da moçada. Não era GaGo. O Jorginho lia muito, a playboy. Já manjava os motéis mais caros, lembrava a senha do cartão do paizão, mesmo louco de whisky ecológico (green label). Queria montar era ou uma loja de games ou uma de informática, irada. Tinha amigos legais pra isso. Morreu no Golf novo, enquanto recebia um boquete da Dani - voltando de Piracicaba, da balada pra nova casa.

segunda-feira, agosto 17, 2009

O FIM DE UM CICLO





é. o laranja mecânica se foi. vendemos o ponto. foi du caralho ter esse butecão. os que viram, viram. os que perderam, não perderão o próximo bar.

saímos do Arco-íris para buscar algo mais pro centro. aopa. o rock continua. aguardem. aguardem. (Silvio Santos sorri em berço esplêndido). valeu rapaziada.
é nóis.





































arte do primão MEDO




PAPAI DEUS NA ÁREA

sexta-feira, agosto 14, 2009

EM CASO DE DÚVIDA

Em caso de dúvida, evite. Não beba Bova Schin. Não rola. Não dá certo. Não dá pra ser o Tony Ramos. Não dá pra ligar a cobrar pro Eliaquim Araújo. Henrique não bebe, Suzy idem, Isabela Nardoni.

quarta-feira, agosto 12, 2009

FORMIDÁVEIS FUNGOS

vamo mela, diz o papa Joe

vamo mela, diz o Chiquinho

vamo na lata

vamo bate lata Barone

a tinta da lata

tá me fazendo mal

calma lá

é o papa Joe ou Joey?

parei porque a tinta tá fazendo mal

parei de beber curta

não, brincadeira, acha

pra que parar de parar

bom, congelou a única cerva pós almoço

enquanto

é curta metragem alta calibragem lo-fi cinema cachaça

o freezer foi mais rápido

em preto e branco na cabeça turbulenta

e o freezer no turbo congelamento

que o meu sono torto deixou escapar

1,2,3,4

esqueci lá

mas tem mais

muito mais

crystalizou e vamos barbarizar bavariá (apitos, rumba, tiros ao fundo)

e a Tininha só ouvindo

Bizarre Love Triangle

no sofá

a letra encolheu.

little game


O time do Dunga joga pra 10 mil pessoas. Receberá dois milhões de euros pela "apresentação". Ó, é o centenário do futebol na Estônia. Estou nem aí. Pra ver várzea revivo na cuca O DESAFIO AO GALO, porra.

sábado, agosto 08, 2009

" EU NUNCA MAIS FUI O MESMO"


Ele tinha vinte e um anos. Estávamos em 6 de setembro de 1998, o morfético Vasco em campo. Um dos craques do time, decisivo na conquista da Libertadores daquele ano, atravessava seu momento ultrasambarilóvi dentro das quatro linhas. Até que um obscuro Jean Elias do Cruzeiro apareceu. Apareceu e rompeu o ligamento cruzado anterior de seu joelho direito, com uma entrada e.honda e covarde pride, pra curintianu nenhum botar defeito - que derrubou de vez o talentoso meia little Peter, até pra ser fera-nenêm no futebol de botão. Pedrinho iria vestir pela primeira vez a camisa da seleção naquela época. Aí veio o Jean Elias. Aoopa. Depois disso, o meia só encontrou uma coleção desagradável em bad trips constrangedoras em vários retornos, várias recuperações. Só faltou tomar benflogin com paçoca no Bar da Sandrinha. Pegou fama de "bichado". Agora, com 32 aninhos, Pedrinho pendura as chuteiras.
AOPA - SERÁ QUE O PEDRINHO JOGAVA BOLA MESMO? TAÍ, VEJAM (reparem o que rola lá pelos dois minutos e cinquenta e cinco, rapaziada):

COMENDO UM X-BACON NA 14

Fui comer um lanche num carrinho de hamburguer e veio um gordão gigante com catacoco, ao lado da sua Barra Forte, estacionada junto ao meio-fio: "o hamburguer era de 800 grama, faltou um pedaço só pro rapaz ganhá a moto. Foi por causa da pimenta que ele não ganhou, faltou só um pedaço pra ele ganhá a moto, foi por causa da pimenta que ele não ganhou...". (Silêncio)

sexta-feira, agosto 07, 2009

O LARANJA MECÂNICA FRITOU

e ontem
a rapaziada
fez a preza:
- Zanzibar, Killer, Ismí, Tunzinho -
só os ponta firme no rolê -
e o Laranja fritou

valeu rapeize, é nóise.

Domingão estaremos em Santa Gertrudes pra mais rock and roll e diversão.

quinta-feira, agosto 06, 2009

LARANJA MECÂNICA TONÁITE

Um violão gago disputado por

uma dupla de professores magrinhos que só usam faca pra comer

Alface

Uma legião de escritores surdos de Cordeirópolis em greve

E o Casagrande embarcando numa onda nice no Clube do Taco, terça hardcore

Enquanto uma família agradável,

Quando digo agradável é por que é decente - de mosquitos, que adoram ruivos e ruivas

Ops! O armário fechou de propósito, e o Joãozinho sem os dois dedinhos

Nossas vidas são azuis com toques polifônicos, disse o Moisés de Valinhos

E a trilha é The Kills – Tape Song

Que tal uma passada no Laranja Mecânica hoje, chefia?

terça-feira, agosto 04, 2009

BOA NOITE

Desde os onze, Saulo se habituara a cheirar cola no Horto. Depois da session, com o bafo e as mãos grudentas, narrava ao pai, esclerosado, o montante de suas idéias, projetos com a sacolinha em mãos. O velho, palmeirense fanático, afundado na poltrona, de roupão, ouvia e borrava as calças. Anástica limpava-o. Era uma gentil empregada palitinho de uns setenta anos que dava os conselhos para o Saulinho. "E ae pai, Ademir da Guia?" gritava Saulo, não dando trela para a matusquela. Depois apanhava um cigarro, acendia-o ao contrário e beijava a testa do velho.
Era desses amigos que entram pela miragem boa praça, que invadem os sentidos maneiros mineiros, numa pegada punch bom humor absurda absoluta. No meio do altar, acontece uma pequena fatalidade: o copo quebra; cai o copo, mas ressurge o coração exaltado em gargalhadas inimitáveis. Não há o guardanapo de Hitler por aqui. Fez do caos algo maior ainda a exclamação: "AOOOPA". A angústia virou Toddynho. E ele já sofria dor de barrigosa de tanto rir microfonado, rir ao ver os amigos varrendo o tédio com tanta humildade plus, camaradagem groselha e a filha da putagem costumeira.. Depois que o despertador não tocou, achou o desabafo coisa de fraldinha. No dia seguinte, pela manhã, o velho mestre foi tomar mais outro veneno - sem chance, dúvida.

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...