segunda-feira, fevereiro 29, 2016

os servidores de email estão inclinados para tarefas inorgânicas?


Esse blógue aqui tem dez anos, fí.

Grande bosta.

Tá certo, tá meio paradão mesmo. Parece até o Adriano Imperador? Sai fora. Parece com nada não: agora que estou morando em Valinhos,os peixes que criei no aquário de plasma estão em crise. Viraram seres humanos, é mole?

Inclusive ontem eles acompanharam de perto os famosos na cerimônia do Oscar. Quanta hipocrisia, "academia". Uma vez o primo disse que prêmio era hemorróida na bunda de cuzão. E eu disse que punk era o Sartre, que cagou pro Nobel conquistado. Recusar é sempre chamativo, não? Tanto faz? Se você está de mau humor, a tendência é tornar-se cada vez mais rabugento. Ah é? Foda-se.

Por isso eu digo que não canso de curtir as aventuras do Chapolim Colorado. É sério. Quixote e Shakespeare com Atari, pãozin de mortadela com Tubaína no ponto certo. Vamos lá, vamos curtir uns enredos bacanas - você saiu pra por o lixo na rua  e viu aquela cena linda, era o carteiro amigo pondo o dedo no nariz.

terça-feira, fevereiro 09, 2016

VIVA O METALPUNK!



Entre amigos e parças o tempo.

A vida viola viaja, vida que viu e viveu a cena metalpunk do interior paulista, que é cabulosa, monstra, cabeça e coração escrevendo as histórias do subterrâneo. 

Tantas bandas fodas, quanta folia!

Metal.

Punk.

Duas energias cósmicas do cão, o furacão rasga sua apatia, e de pesadelos o vigor brutal reverbera, folia, pogo, bangers, peso onírico e alucinações tão agradáveis, sangue escorrendo a cada centímetro de entrega, dedos em fúria, refrão, riff, chapação e celebração entre amigos.

Metal.

Punk.

Viva o metalpunk !


ROCK NA ROÇA

O que me empolga numa cidade ananias são as pessoas. A trutagem é o céu da roça, que resiste ao peso dos dias. Caminhar, caminhar n...