Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

os servidores de email estão inclinados para tarefas inorgânicas?

Esse blógue aqui tem dez anos, fí.
Grande bosta.
Tá certo, tá meio paradão mesmo. Parece até o Adriano Imperador? Sai fora. Parece com nada não: agora que estou morando em Valinhos,os peixes que criei no aquário de plasma estão em crise. Viraram seres humanos, é mole?
Inclusive ontem eles acompanharam de perto os famosos na cerimônia do Oscar. Quanta hipocrisia, "academia". Uma vez o primo disse que prêmio era hemorróida na bunda de cuzão. E eu disse que punk era o Sartre, que cagou pro Nobel conquistado. Recusar é sempre chamativo, não? Tanto faz? Se você está de mau humor, a tendência é tornar-se cada vez mais rabugento. Ah é? Foda-se.
Por isso eu digo que não canso de curtir as aventuras do Chapolim Colorado. É sério. Quixote e Shakespeare com Atari, pãozin de mortadela com Tubaína no ponto certo. Vamos lá, vamos curtir uns enredos bacanas - você saiu pra por o lixo na rua  e viu aquela cena linda, era o carteiro amigo pondo o dedo no nariz.

VIVA O METALPUNK!

Entre amigos e parças o tempo.
A vida viola viaja, vida que viu e viveu a cena metalpunk do interior paulista, que é cabulosa, monstra, cabeça e coração escrevendo as histórias do subterrâneo. 
Tantas bandas fodas, quanta folia!
Metal.
Punk.
Duas energias cósmicas do cão, o furacão rasga sua apatia, e de pesadelos o vigor brutal reverbera, folia, pogo, bangers, peso onírico e alucinações tão agradáveis, sangue escorrendo a cada centímetro de entrega, dedos em fúria, refrão, riff, chapação e celebração entre amigos.
Metal.
Punk.
Viva o metalpunk !